Vince Soluções e Tecnologia Localizado em Rua Antonio Frezarin, 416, Vila Medon, Americana / SP. Telefone: (19) 3601.1777. .

Como reduzir tempo de máquinas paradas e aumentar a produção

    O tempo de máquina parada é, para grande parte das empresas, a maior causa das perdas de produção. 

    Muitas empresas convivem com níveis elevados de horas paradas de equipamento, o que eleva seus custos, reduz sua produtividade, sua lucratividade e sua competitividade, pois estas perdas refletirão no preço do produto vendido pela empresa.

    Este artigo apresenta algumas dicas práticas que irão proporcionar a redução destas perdas, aumentar a produção e reduzir custos de produção. 

    Registre as paradas de máquina e defina os motivos


    O objetivo aqui é permitir conhecer os motivos pelos quais o equipamento fica parado e quanto tempo cada motivo contribui com esta perda de produção.  
    Entender isto permitirá estabelecer planos de ação que visem reduzir estas perdas, transformando o tempo de equipamento parado em tempo produzindo. 
    Para isto, registre todas as paradas ocorridas com o equipamento anotando a duração, o turno e o motivo da parada. 

    Foque os equipamentos gargalos


    Equipamentos gargalos são aqueles que quando a produção dele diminui, diminui o resultado da fábrica e quando você aumenta a produção dele, aumenta o resultado da fábrica toda. Ou seja, se ficar parado 1 minuto, do faturamento da fábrica será melhor. É aquele equipamento que tem pedido e não pode parar 1 minuto para poder anteder a demanda.
    Sendo assim, foque nos gargalos, pois uma hora ganha num equipamento que não é gargalo não representará um aumento de resultado para a empresa, mas se você ganhar uma hora de um equipamento gargalo, seu faturamento aumenta. 
    Identifique os gargalos de seu processo e foque nestes equipamentos. 

    Defina uma métrica para o tempo de parada de máquina


    Estabeleça um indicador que seja de fácil entendimento e que permita a todos os envolvidos no processo fabril entender facilmente se está bom, se está próximo do limite ou se está ruim.Crie gráficos de acompanhamento e coloque nos quadros de gestão a vista.

    Exemplo: Tempo limite de máquina parada no turno e tempo de máquina parada no turno. Esta métrica poder ser semanal ou mensal, também.

    Torne a parada de máquina visível


    O objetivo é proporcionar resposta rápida para que o equipamento fique parado o menor tempo possível. 
    Algumas sugestões: 
    • - Use colunas luminosas (andons) de 3 cores ( verde, amarelo e vermelho ) nas máquinas, células ou linhas, permitindo à equipe identificar facilmente se o processo está normal, precisando ajuda ou parado. 
    • - Use andons luminosos ou televisores informativos nos setores de apoio indicando que tem algum equipamento precisando de ajuda ou parado por algum motivo de sua responsabilidade. 
    Quando se começa a estudar os motivos pelos quais um equipamento ficou parado, descobre-se que muitas vezes estava aguardando por alguém que não sabia que o equipamento estava precisando dele. 
    Quanto mais rápido é a resposta, menor será o tempo que o equipamento ficará parado.

    Coloque o equipamento para funcionar


    Havendo condições para isto, resolva o problema para que o equipamento volte a operar no menor tempo possível. Nem sempre esta é a solução definitiva, então, após voltar a operar, dispare ações que busquem soluções definitivas para que o problema não volte a ocorrer novamente.

    Ronda 5S


    Estabeleça uma rotina diária de ronda pelos postos de trabalho verificando a organização, limpeza e estado dos instrumentos e materiais utilizados pelos operadores, bom como as condições de segurança e saúde do operador. Deixe claro aos envolvidos a importância de um local de trabalho limpo, organizado e seguro.

    Ronda da manutenção


    Estabeleça uma rotina diária ou semanal para percorrer os equipamentos verificando pontos de vazamento, sons, vibrações e ruídos estranhos ao funcionamento normal do equipamento. Verifique as partes escondidas do equipamento e pergunte aos operadores sobre as condições do equipamento, enfim o objetivo é identificar possíveis problemas que podem levar o equipamento a parar de funcionar causando assim uma parada da produção.

    Planeje manutenções preventivas


    Se durante a ronda da manutenção você encontrou situações de risco, planeje a manutenção do equipamento conforme a gravidade.
    Consulte o manual do equipamento e levante a lista de revisões, trocas e ajustes recomendadas pelo fabricante, a frequência com que precisam ser realizadas e planeje estas atividades.
    Quando se planeja uma manutenção é possível escolher o melhor horário ou período para se parar o equipamento, porém as manutenções corretivas não escolhem horário para ocorrer e quando ocorrem, podem ocorrer nos piores momentos para a empresa.
    Estude os conceitos do TPM (Total Productive Maintenance), que foca a eliminação das perdas dos equipamentos e na meta de zero paradas (não programadas). 

    Defina os parâmetros de processo


    Quando um equipamento opera acima de sua capacidade, seus componentes estarão submetidos a esforços mais rigorosos e com isto sofrerão desgaste maior, reduzindo sua vida útil. O mesmo ocorre com ferramentas utilizadas para fazer determinadas operações: uma pastilha de desbaste que opera à uma velocidade de avanço maior que o recomendado ou removendo uma profundidade maior de material, com certeza terá uma vida útil bem menor.
    Estabeleça os parâmetros de processo para cada operação e coloque estes parâmetros na ficha técnica do produto e no processo que acompanha o produto durante a produção.

    Realize revisões a cada hora


    Acompanhe a produção das máquinas sob sua responsabilidade a cada hora. Verifique se a produção realizada está dentro da produção esperada, verifique o tempo de máquina parada desde o início do turno e aja rapidamente quando identificar que está saindo do esperado.

    Mude somente 1 coisa por vez


    A vantagem de realizar uma mudança por vez é que você terá certeza de que aquela mudança surtiu efeito e qual foi o seu impacto. Caso realize várias mudanças de uma só vez, não saberá qual delas surtiu efeito ou quanto cada uma contribuiu para o resultado alcançado. 

    Treine a equipe de produção e manutenção


    Tudo isto só funcionará se as pessoas que participam do processo estiverem treinadas e alinhadas com o objetivo da iniciativa: reduzir o tempo de máquina parada.


Tags: Downtime, paradas de maquina, aumento de producao